David O. Selznick

Produtor norte-americano, David Oliver Selznick nasceu a 10 de maio de 1902, em Pittsburgh, e faleceu a 22 de junho de 1965, em Hollywood. Filho de um produtor do tempo do mudo, Lewis Selznick, David conheceu desde cedo os meandros do cinema e tornou-se um dos mais famosos produtores da história.
Começou como assistente editorial na MGM, em 1926, passando rapidamente a produtor associado. Em 1930, casou com Irene Mayer, a filha do patrão da MGM, mas pouco depois mudou-se para a Paramount e depois para a RKO. A RKO, atingida por graves problemas financeiros, proporcionou-lhe o seu primeiro grande desafio ao permitir um ambicioso plano de produção, que incluiu o mítico King Kong (1933), de Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack. Pouco depois, regressou à MGM, onde produziu alguns sucessos como A Tale of Two Cities (1935) ou David Copperfield (A Vida e Aventuras de David Copperfield, 1935). Em 1936, funda a sua companhia independente Selznick International, que produz filmes de elevada qualidade como A Star is Born (1937), The Adventures of Tom Sawyer (1938) ou Intermezzo (1939), que traz Ingrid Bergman para Hollywood.
Em 1939, dá-se o momento mais marcante da sua carreira, quando compra os direitos cinematográficos do livro de Margaret Mitchell Gone With the Wind (E Tudo o Vento Levou) e estabelece um acordo com a MGM para o levar ao grande ecrã. A complexidade da produção é enorme, por ela passando três realizadores e diversas versões do argumento (sempre com a supervisão de Selznick), mas resulta num triunfo absoluto, verdadeiro marco da história do cinema, vencedor de 11 Óscares. Outra das suas marcas emblemáticas foi a contratação, em 1939, do cineasta britânico Alfred Hitchcock, com quem manteve uma relação atribulada. Isto porque cada uma das personalidades gostava de ter o controlo artístico dos seus filmes, o que gerava choques frequentes. Em 1940, fazem o grande êxito Rebecca, pelo qual venceu o Óscar de Melhor Filme. Contudo, Hitchcock foi de seguida emprestado à Universal e à RKO, onde pôde trabalhar mais livremente. Em 1945, voltam a trabalhar juntos, desta vez em Spellbound (A Casa Encantada), havendo novamente discordâncias artísticas. Finalmente, fariam juntos o menos conseguido The Paradine Case (O Caso Paradine, 1947).
Em 1944, Selznick produziu o filme Since You Went Away (Desde Que Tu Partiste), co-protagonizado por Jennifer Jones, por quem se haveria de apaixonar. Casou com a atriz em 1949 e colocou-a no elenco de quase todos os seus filmes subsequentes. Destaque para Duel in the Sun (Duelo ao Sol, 1946), de King Vidor, e Portrait of Jennie (1948), de William Dieterle. A sua última produção seria o fracassado remake de A Farewell to Arms (O Adeus às Armas, 1957), realizado por Charles Vidor.
Venceu em 1940 o Irving Thalberg Memorial Award.
Como referenciar: David O. Selznick in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 05:57:16]. Disponível na Internet: