Delicatessen

Filme cómico dirigido por Jean-Pierre Jeunet e por Marc Caro, em 1991, e que depressa se tornou num fenómeno de culto um pouco por todo o mundo. Com Dominique Pinon e Marie-Laure Dougnac nos principais papéis, esta comédia pouco ortodoxa situa-se numa Paris futurista e pós-apocalíptica onde os alimentos são bens escassos e consequentemente dispendiosos, pelo que são utilizados como sistema monetário. Numa sociedade em que o canibalismo é prática corrente, Louison, um jovem palhaço desempregado lamenta a morte de Dr. Livingstone, um chimpanzé, que era o seu melhor amigo e que fora devorado por espectadores famintos dum espetáculo circense. Louison candidata-se a uma vaga numa mercearia que é gerida por Clapet (Jean-Claude Dreyfuss) um talhante. Este emprega-o, mas com a intenção de o matar e fornecer a sua carne a uns seus estranhos inquilinos que pagam a renda de casa com cereais. Todavia, Louison acaba por se apaixonar pela frágil Julie (Marie-Laure Dougnac), filha de Clapet e vê o seu sentimento correspondido. Julie, conhecedora dos intentos do pai, tudo vai fazer para impedir que o seu apaixonado seja devorado... Esta original e divertida comédia negra foi complementada com um inusitado trabalho de fotografia onde predominam as cores branca e castanha, provocando um mordaz estilismo visual. Baseado num livro de banda desenhada de Gilles Adrien, que assinaria o argumento em cooperação com Marc Caro, o filme foi produzido por Terry Gilliam.
Como referenciar: Delicatessen in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-18 21:55:19]. Disponível na Internet: