depletor do ozono

Um depletor do ozono consiste em qualquer químico que destrói a camada do ozono, localizada na estratosfera. A maioria dos depletores do ozono são compostos quimicamente estáveis, que contêm cloro ou bromo e que se mantêm inalterados o tempo suficiente para ascender na atmosfera.
Os mais conhecidos são os clorofluorocarbonetos cuja abreviatura é CFC, mas existem muitos outros, tais como os halocarbonetos, que são usados no fabrico de extintores, o clorofórmio de metilo e o tetracloreto de carbono, ambos solventes, alguns substitutos dos CFC, e o brometo de metilo, que é um pesticida.
Em 1993, químicos australianos iniciaram experiências com sulfureto de carbonilo, um substituto para o brometo de metilo, que aparece naturalmente e que não possui efeitos nocivos para a camada do ozono. Estes ensaios, realizados em laboratório, já conseguiram eliminar mais de 30 espécies diferentes responsáveis por outras tantas pragas.

Como referenciar: Porto Editora – depletor do ozono na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-28 02:18:48]. Disponível em