desenvolvimento sustentável

Conceito formulado pela primeira vez em 1992, na Conferência do Rio de Janeiro - uma conferência das Nações Unidas sobre ambiente e desenvolvimento, também conhecida como Cimeira da Terra. Trata-se de uma estratégia abrangente, compreendendo não só uma dimensão ambiental como também económica e social, que tenta conciliar progresso e crescimento económico com uma adequada preservação da natureza.
A questão do desenvolvimento sustentável não surgiu por acaso. De facto, se as décadas anteriores a 90 foram, por um lado, de forte crescimento económico, também se caracterizaram por grandes e frequentes atropelos do meio ambiente, como, por exemplo, poluição, destruição de florestas e extinção de espécies animais e vegetais. Por outro lado, a consciência ecológica das populações foi ganhando forma ao longo das décadas de 70 e 80, de tal modo que se tornou capaz de exercer pressão sobre os responsáveis políticos no sentido de tomarem iniciativas de preservação do ambiente.
No fundo, o novo conceito implica que se desenvolvam as atividades económicas conducentes à satisfação das necessidades atuais de forma a que não se comprometa a sua satisfação no futuro.
Utiliza-se frequentemente a expressão "desenvolvimento sustentado" como sinónimo de "desenvolvimento sustentável", embora existam autores que distingam as duas denominações: a primeira dirá respeito àquilo que se sustenta com base em fatores terceiros, exógenos, enquanto que a segunda, mais defendida neste contexto, estará associada ao desenvolvimento que se sustenta por si e que é capaz de combinar adequadamente o crescimento económico com a proteção dos recursos e a coesão social.
Como referenciar: desenvolvimento sustentável in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-13 20:51:30]. Disponível na Internet: