deslizamentos

Deslizamento é o movimento efetuado por grandes massas rochosas meteorizadas que na maior parte das vezes se deslocam pela ação da gravidade, dos declives para os vales, onde se acumulam.
Um deslizamento inclui um conjunto heterogéneo de fenómenos que têm em comum a forma do movimento dos materiais implicados. Podem ser desde muito lentos até quase instantâneos e catastróficos, afetando volumes muito variáveis dos materiais de encosta. O que caracteriza e define os deslizamentos é o facto de o movimento de materiais ter lugar numa superfície de descontinuidade nítida, no limite subjacente de rocha não alterado e as rochas de cobertura alteradas, assim como planos de estratificação e de fratura ou, ainda, superfícies não preexistentes e geradas em consequência dos esforços mecânicos a que está submetida como encosta devido à escarpa e desnível que a sua existência implica. Os deslizamentos ocorrem quando a coesão interna dos materiais é ultrapassada e o esforço tangencial determinado pelo seu próprio peso é capaz de provocar a rutura, disjunção e resvalamento dos materiais que se apoiam sobre a superfície de deslizamento assim formada. Das numerosas formas que o fenómeno pode apresentar são de destacar: as escoadas argilosas, que implicam o fluxo rápido da totalidade do manto de alteração sobre a rocha subjacente no sentido do fundo do vale; os deslizamentos maciços e profundos em rochas relativamente pouco consistentes como as margosas ou argilosas, segundo superfícies curvas geradas pela ultrapassagem do limite de resistência ou efeito de coesão na encosta; os que se produzem segundo planos de descontinuidade, tais como a xistosidade, ou possíveis fraturas orientadas no sentido do declive e os que implicam a sobreposição de grandes blocos ou fragmentos de estratos de rochas duras e compactas sobre um nível inferior de materiais pouco resistentes e deformáveis pelo peso que suportam.
As edificações e cortes de terreno, por exemplo, taludes de estradas, bem como as desarborizações feitas sem ser executada a necessária proteção do solo, facilitam e aceleram o processo.
Em todos os casos o empapamento do terreno é um fator que favorece o desencadeamento de deslizamentos, quer porque diminui o atrito mútuo e a coesão entre as partículas do terreno, quer pelo peso suplementar representado pela água intesticial. Não é de estranhar que os deslizamentos ocorram geralmente depois de períodos significativos de chuva.
Como referenciar: deslizamentos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 08:40:03]. Disponível na Internet: