Diane Lane

Atriz norte-americana nascida em 1965. Filha de um professor de Drama, já em criança tinha contacto privilegiado com os grandes nomes de Hollywood. Aos 12 anos, entrou para um grupo de teatro experimental, tendo interpretado um papel na peça Medeia. O realizador George Roy Hill, amigo de seu pai, convidou-a a protagonizar o filme A Little Romance (Um Pequeno Romance, 1978), onde desempenhou o papel de uma adolescente americana que vive em Paris e que se apaixona por um jovem francês que foge com ela. O filme valeu-lhe excelentes críticas e Lane foi considerada uma das mais promissoras atrizes de Hollywood. Trabalhou regularmente com Francis Ford Coppola, conseguindo prestações importantes em The Outsiders (Os Marginais, 1983), Rumble Fish (Juventude Inquieta, 1983) e The Cotton Club (1984). Participou também na mítica série televisiva Lonesome Dove (O Céu Como Horizonte, 1989), mas, nos anos seguintes, a sua carreira entrou numa fase descendente, prejudicada pela participação em filmes mal sucedidos comercialmente. As exceções foram Chaplin (1992), onde recriou a atriz Paulette Goddard, o filme de ação Judge Dread (1995), que protagonizou ao lado de Sylvester Stallone, e a comédia Jack (1996), realizada por Coppola. Depois de trabalhar em televisão e em filmes independentes, Lane saiu do ostracismo quando foi nomeada para o Óscar de Melhor Atriz pelo seu trabalho em Unfaithful (Infiel, 2002), onde interpretou uma mulher adúltera que tenta inocentar o marido pelo homicídio do seu amante. Na noite dos Óscares, Lane acabaria por perder o galardão para Nicole Kidman pelo seu trabalho em The Hours (As Horas, 2002). O seu filme seguinte foi a comédia romântica Under the Toscan Sun (Sob o Sol da Toscana, 2003), onde interpretou uma escritora que viaja ao coração da Itália.
Como referenciar: Diane Lane in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 02:23:55]. Disponível na Internet: