Divã

Coleção de poesias inspiradas em tradições e poetas orientais, influências confessadas pelo próprio autor nas notas posfaciais e que conferem ao volume um acento de originalidade no tratamento da temática amorosa. O poeta assume metatextualmente uma postura de distanciamento em relação aos sentimentos expressos em verso: "Mas, se em versos cadentes falo em mágoas,/ E rimo mil tristezas/ Com outras tantas dores, todos dizem/ 'Muito sofre este homem!'/ E, diga-se a verdade, eu raras vezes,/ Fiz versos que sentisse!"
Como referenciar: Divã in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-04 15:38:54]. Disponível na Internet: