Django Reinhardt

Guitarrista belga de raça cigana, de nome verdadeiro Jean Baptiste Reinhardt, nasceu a 23 de janeiro de 1910, em Liverchies, na Bélgica. Começou a sua carreira vagueando pela França e pela Bélgica acompanhado da guitarra, do violino e do banjo. Aos 18 anos ficou sem dois dedos na mão esquerda devido a um incêndio. Mesmo assim, desenvolveu um estilo muito próprio de tocar guitarra que estaria mesmo na génese da sua originalidade e do seu êxito. Dedicou-se ao jazz e começou a tocar e a gravar com vários grupos e cantores da especialidade.
Em 1934 juntou-se ao violinista francês Stéphane Grapelli para formar o Quintette du Hot Club de France. Incluindo ainda duas guitarras acústicas e um baixo, Reinhardt e Grappelli gozavam de liberdade para executarem grandes improvisações, cada um no seu estilo peculiar. Até ao final da década o grupo fez várias digressões pela Europa e efetuou mais de 200 gravações, algumas das quais com artistas como Josephine Baker, George Gershwin e Louis Armstrong. O início da Segunda Guerra Mundial, em 1939, marcou o final do grupo, com Grapelli e os restantes membros a permanecerem em Londres e Reinhardt a regressar a França.
Em finais da década de 30, Reinhardt começou a gravar com vários músicos de jazz, incluindo Coleman Hawkins e Benny Carter. Formou a sua própria big band com o clarinetista Hubert Rostaing. Em 1946, entrou em digressão com Duke Ellington pelos Estados Unidos da América. Nesse mesmo ano iniciou um conjunto de atuações esporádicas com Grapelli.
Morreu subitamente em 16 de maio de 1953, em Fontainebleau, França, devido a uma hemorragia cerebral.
Como referenciar: Django Reinhardt in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-26 07:28:33]. Disponível na Internet: