Domingos Olímpio

Jornalista, advogado e romancista brasileiro, Domingos Olímpio Braga Cavalcanti nasceu a 18 de setembro de 1850, em Sobral, no Ceará, Brasil, e faleceu a 6 de outubro de 1906, no Rio de Janeiro.

É considerado o precursor do moderno romance brasileiro.
Depois de ter obtido o bacharelato em Direito na Faculdade de Direito do Recife, Domingos Olímpio tornou-se jornalista e trabalhou em jornais e revistas como O Comércio, Os Anais, Jornal do Comércio, Correio do Povo, Cidade do Rio, Gazeta de Notícias e O País.

Produziu inúmeros trabalhos literários, entre romances e peças teatrais, mas a maior parte deles só foi publicado após a sua morte.

A sua obra Luzia-Homem, editada em 1903, é considerada um clássico da literatura nordestina.

Na revista Os Anais, que fundou e da qual foi diretor, publicou o romance O Almirante e também Urapuru, que, contudo, deixou incompleto ao morrer em 1906.



Como referenciar: Domingos Olímpio in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-23 23:58:24]. Disponível na Internet: