Donatella Versace

Estilista italiana nascida em 1955, na Calábria. Donatella e o seu irmão Gianni, dez anos mais velho, que se viria a tornar num famoso costureiro internacional, aprenderam com a mãe, que era costureira, alguns truques que viriam a usar ao longo das suas carreiras dedicadas à moda.
Desde pequena que Donatella serviu de musa inspiradora ao irmão e, com onze anos, já pintava o cabelo de louro e usava roupas que ele tinha feito especialmente para ela.
Quando Gianni se mudou para Florença, em meados da década de 70, para seguir carreira na criação de moda, Donatella acompanhou-o. Apesar de se ter licenciado em Línguas na Universidade de Florença, trabalhou sempre como assistente do irmão, que visitava aos fins de semana. Depois de Donatella ter concluído os estudos, mudaram-se para Milão, onde dividiram um apartamento. Gianni fundou a sua casa em 1978 e Donatella pretendia trabalhar lá como relações públicas, mas ele tinha reservado outras funções para a irmã, de quem muito prezava as críticas e os conselhos.
Assim, a função de Donatella era supervisionar as campanhas fotográficas, que definiam o estilo da publicidade da casa Versace. De qualquer forma, já desde o início da sua carreira, Gianni consultava frequentemente a sua irmã antes de tomar as decisões mais importantes e esta ligação acabou por levar, mais tarde, a que Donatella integrasse oficialmente a Versace, onde se iniciou como criadora de acessórios.
A admiração que Donatella recebia por parte do irmão era tal que, no início da década de 80, ele lançou uma perfume a si dedicado, chamado Blonde, em homenagem aos seus cabelos louros.
Em 1983, Donatella lançou a linha para crianças, a Versace Young, e, posteriormente, em 1989, foi nomeada desenhadora chefe da Versus, uma marca mais arrojada da Versace, dedicada aos que gostam de experimentar coisas novas em termos de moda. Aliás, Donatella sempre se distinguiu por seguir uma tendência mais moderna que o irmão, que se inspirava em temas mais clássicos. Enquanto Gianni era mais dedicado ao teatro, ballet e ópera, Donatella estava mais ligada à música moderna e, assim, conseguiu que nomes como Madonna, Sting e Bon Jovi tivessem participado em campanhas publicitárias das suas roupas.
Quando, a 15 de julho de 1997, Gianni foi assassinado, Donatella tomou conta da casa Versace e, espantosamente, três meses depois, dando seguimento ao trabalho já iniciado pelo falecido irmão, apresentou uma coleção de pronto-a-vestir que recebeu os aplausos da crítica, nomeadamente da conceituada revista de moda Vogue.
Já trabalhando sozinha apresentou a coleção primavera 1998 e, em julho desse ano, montou o seu primeiro show de alta-costura para o Atelier Versace, no Ritz, em Paris.
Como referenciar: Donatella Versace in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 14:27:31]. Disponível na Internet: