Doris Lessing

Escritora inglesa, Doris May Tyler nasceu a 22 de outubro de 1919, em Kermanshah, na Pérsia (atual Irão), filha de pais britânicos, mudando-se, aos cinco anos de idade, para o Zimbabwe.
Após dois casamentos falhados (adotou o nome Lessing do segundo marido) e um envolvimento ativo na política, viajou, em 1949, para Inglaterra, onde, em 1950, publicou o primeiro romance intitulado The Grass is Singing. Seguiram-se as obras Martha Quest, A Proper Marriage, A Ripple from the Storm, Landlocked e The Four-Gated City, que constituem o conjunto denominado Children of Violence. A sua obra é marcadamente autobiográfica, retratando essencialmente aspetos das experiências vividas em África e tecendo algumas críticas à política de colonização. The Golden Notebook, provavelmente o seu romance mais conhecido, foi considerado como marcante pelo movimento feminista, uma vez que retrata a luta travada pela protagonista para se libertar do caos, do tupor emocional e da hipocrisia que envolvia as mulheres do seu tempo.
As narrativas subsequentes entram em rutura com o realismo tradicional, descrevendo eventos épicos e míticos de um universo ficcional. De entre estes destacam-se: Colonised Planet 5, Shikasta e The Sirian Experiments, entre outros. Os trabalhos de Lessing evidenciam as suas opiniões sobre política, o papel da mulher e o medo de um desastre tecnológico.
Em 1996, foi um dos escritores candidatos ao Prémio Nobel da Literatura, que veio a receber 11 anos mais tarde, a 11 de outubro de 2007.
Como referenciar: Porto Editora – Doris Lessing na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-29 01:59:20]. Disponível em