Douglas MacArthur

General norte-americano, natural de Little Rock, no estado de Arcansas, que durante a Primeira Guerra Mundial serviu o seu país em França, na função de chefe-do-Estado-Maior da 42ª Divisão (1917-1918), e posteriormente como comandante desta divisão (1918). Depois do fim deste conflito mundial foi diretor da Academia Militar de West Point (1919-1922), comandante do Distrito Militar de Manila (1922-1925), nas Filipinas, chefe do Departamento das Filipinas (1928-1930), chefe do Estado-Maior (1930-1935) e também conselheiro militar neste país (1935-1937).
Este militar defendeu estas ilhas da agressão japonesa (1941-1942) e após a conquista do arquipélago proclamou a sua libertação, em junho de 1945.
No mês de agosto do mesmo ano, o Japão rendia-se e MacArthur marchava com as tropas de ocupação enquanto chefe do Conselho Superior Aliado no Extremo Oriente. Pouco depois, em 1950, a sua carreira atingia um novo patamar, pois como comandante supremo das forças da ONU chefiou a defesa da Coreia do Sul, ameaçada pela Coreia do Norte e pela China, numa guerra que se chamaria da "Coreia" (1950-1953). Contudo, em 1951 foi destituído do comando por desentendimentos com o presidente americano Truman. Esta despromoção suscitou o descontentamento popular. Quando morreu, em 1970, a América chorou-o como um dos seus grandes heróis.

Como referenciar: Porto Editora – Douglas MacArthur na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-30 00:46:25]. Disponível em