Ebbinghaus

Psicólogo alemão, Hermann Ebbighaus nasceu em 1850. Formou-se em Psicologia e em 1885 começou a estudar os processos subjacentes à memória. Para este autor, percursor da psicologia experimental, a memória era constituída por um sistema de retenção que permitia o registo de informação a longo prazo.
Ebbinghaus tornou-se mundialmente conhecido ao utilizar uma tarefa para estudar o fenómeno do esquecimento, que assentava na sua famosa curva de esquecimento. Nas investigações que realizou, Ebbinghaus focava sobretudo a aprendizagem verbal. Nestes estudos, os materiais usados eram unidades simples como palavras e trigramas formando pares de itens que eram analisados em termos de respostas verbais e estímulos que estes provocavam. Nestes estudos, os sujeitos aprendiam a associar itens-resposta a itens-estímulos. Os itens de cada par competiam entre si, produzindo fenómenos de extinção e recuperação espontânea. Nesta perspetiva de memória, o que se recorda ou esquece são respostas, e a principal razão porque algumas respostas são esquecidas deve-se à competição por parte de outras respostas a estímulos comuns e similares.
O estudo científico da memória humana foi iniciado por Ebbinghaus com a publicação do livro Sobre memória. Desde então a memória humana foi objeto de inúmeros estudos. Apesar da controvérsia que os seus trabalhos provocaram, Hermann Ebbinghaus contribuiu de forma inegável para impulsionar uma série de estudos dedicados à memória, embora inseridos em perspetivas distintas como a associacionista, a cognivista e a construtivista. Ebbinghaus morreu em 1909.
Obras importantes de Hebbinhaus:
1885, Pesquisas de Psicologia Experimental
1902, Fundamentos de Psicologia
Como referenciar: Ebbinghaus in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-26 13:43:05]. Disponível na Internet: