Edward E. Cummings

Escritor norte-americano, nascido em 1894 e falecido em 1962, cuja obra, essencialmente lírica, se caracteriza por experiências formais e tipográficas muito próximas dos cânones poéticos do Dadaísmo e Surrealismo europeus.
Em 1922 publicou o romance The Enormous Room, no qual relata com bastante realismo as suas experiências da Primeira Guerra Mundial, em que havia participado como condutor de ambulâncias.
O volume Tulips and Chimneys, no qual utiliza uma técnica de pontuação reduzida e faz um uso errático de pontos finais e vírgulas que reforçam a componente auditiva, marca o início da sua carreira enquanto poeta. De entre as suas obras, destacam-se: XLI Poems, W-Vi Va, 95 Poems e Miscellany, trabalho que constitui a expressão pura e simples do anarquismo romântico, celebrando o amor e a vitória do indivíduo sobre a massa anónima, amorfa e degradada.
Como referenciar: Edward E. Cummings in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-18 01:04:17]. Disponível na Internet: