Artigos de apoio

Edward Salk
Bacteriologista norte-americano e professor da Universidade de Pittsburg, nascido em 1914 e falecido em 1995, começou por investigar o vírus da gripe e procurou destruí-lo mediante a aplicação de raios ultravioletas. Descobriu que, uma vez morto, o vírus é capaz de fazer com que o corpo humano reaja contra ele e se imunize.
Nas Universidades de Michigan e Pittsburg dedicou seis anos de estudo ao vírus da poliomielite. Em 1952 foi descoberto que o vírus penetrava no corpo através do aparelho digestivo até chegar ao cérebro.
Salk procurou conseguir uma vacina que fosse totalmente inofensiva para a saúde humana. Por isso, não quis trabalhar com vírus vivos e, com base nos seus trabalhos sobre o vírus da gripe, matava o vírus da poliomielite, utilizando uma substância especial muito fria. Desta maneira preparou a vacina que experimentara em crianças. Estas ficavam imunizadas contra a poliomielite. Em 1954 vacinou mais de meio milhão de crianças. O resultado foi um êxito. Mais de 75% das crianças ficaram imunes à poliomielite.
Como referenciar: Edward Salk in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-12 00:53:30]. Disponível na Internet: