Egito

Geografia
País da África Setentrional. Situado no extremo nordeste do continente africano e abrangendo ainda parte da Ásia (península do Sinai), possui uma superfície de 1 001 450 km2. Encontra-se limitado a leste por Israel, pelo golfo de Aqaba e pelo Mar Vermelho, a sul pelo Sudão, a oeste pela Líbia e, a norte, pelo mar Mediterrâneo. As principais cidades são o Cairo, a capital, com uma população de 8 113 600 habitantes (2004), Alexandria (3 700 300 hab.) e Gizé (2 655 200 hab.).
O Egito, considerado na Antiguidade como um "dom" do Nilo, reflete a proximidade do rio mais longo do mundo: paisagens características de regiões extremamente áridas e áreas onde existe vegetação, constituindo verdadeiros oásis. Nas montanhas a sul do Sinai surge o Monte Catarina, que, com 2629 m, é o pico mais alto do país.
Clima
O clima é desértico quente na maior parte do país. As precipitações são muito escassas e as temperaturas são moderadas no inverno e bastante elevadas no verão.
Economia
Grande parte das riquezas do país encontra-se nas reservas minerais de ferro, petróleo, gás natural, fosfatos, sal e argila. Cerca de 70% da indústria está nacionalizada, sendo dominante a atividade associada ao petróleo e ao gás natural. O investimento estrangeiro tem permitido a realização de vários projetos económicos. A agricultura ocupa 40% da população e representa 20% do Produto Interno Bruto (PIB), englobando a cana-de-açúcar, o milho, o tomate, o trigo, a laranja, o sorgo e o algodão. Mas, como a taxa de natalidade é muito alta, o país tem necessidade de importar vários bens alimentares. Os principais parceiros comerciais do Egito são os Estados Unidos da América, a Itália e a Alemanha.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita, (toneladas métricas,1999) é de 2,0.
População
A população é de 78 887 007 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 77,39 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 22,94%o e 5,23%o. A esperança média de vida é de 71,29 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,648 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,634 (2001).
Os habitantes do país refletem um conjunto de características físicas homogéneas que são o resultado da mistura dos Camitas (egípcios, etíopes e líbios) com os Semitas. A nível religioso, os muçulmanos sunitas destacam-se, constituindo 90% da população, enquanto os cristãos se encontram representados na sociedade com apenas 10%. Há quase treze séculos que a língua falada no país é o árabe.
História
Em 1869, foi aberto um dos principais caminhos do comércio internacional, o canal de Suez. Tem 161 km de comprimento e 160 m de largura, e representa a passagem de vários milhões de dólares. Mesmo assim, a balança do comércio externo é deficitária, ao contrário da balança de pagamentos, que regista excedentes graças à ajuda internacional, ao turismo, às remessas dos emigrantes e ao tráfego do canal.
Politicamente, o Egito é dominado por um forte executivo governamental. O sistema vigente é multipartidário, embora limite a atividade política da oposição comunista e fundamentalista islâmica.
Como referenciar: Egito in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-18 15:27:58]. Disponível na Internet: