elasticidade (física)

A elasticidade define-se como sendo a propriedade que certos materiais apresentam de serem capazes de recuperar a sua forma e o seu estado inicial, depois de terem experimentado uma deformação provocada por uma força exterior.
A deformação é, em geral, proporcional à força exterior aplicada e inversamente proporcional à secção do material. A constante de proporcionalidade designa-se por coeficiente de elasticidade e o seu valor inverso é denominado de módulo de elasticidade, ou módulo de Young.
Geralmente, quando uma força é aplicada a um corpo, a deformação aumenta proporcionalmente até atingir um certo ponto, chamado limite de proporcionalidade. Este fenómeno está de acordo com a lei de Hooke. A partir deste ponto, os corpos já não recuperam o seu estado inicial e atinge-se o chamado limite elástico. Antes de atingir o limite a amostra é elástica, isto é, retoma o seu estado inicial. Avançando para além do limite o material deixa de ser elástico e passa a ser plástico (deformação permanente).
As diferenças de elasticidade dos materiais podem ser explicadas com base no modelo molecular. As substâncias com um módulo de elasticidade elevado são difíceis de deformar uma vez que possuem forças de atração entre os átomos ou as moléculas fortes. Pelo contrário, as substâncias com um módulo de elasticidade reduzido possuem forças de atração menores.
Como referenciar: Porto Editora – elasticidade (física) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 15:30:23]. Disponível em