Elinor Ostrom

Economista e cientista política norte-americana, Elinor Ostrom nasceu a 7 de agosto de 1933. Terminou os seus estudos liceais em Beverly Hills em 1951 e licenciou-se em Ciência Política, com distinção, pela Universidade da Califórnia, Los Angeles, em 1954. Prosseguiu a sua formação académica obtendo o mestrado em 1962 e o doutoramento em 1965, ambos pela Universidade da Califórnia e em Ciência Política. Ostrom é professora de Ciência Política e codiretora do Workshop em Teoria Política e Análise Política (que criou em conjunto com o seu marido em 1973), na Universidade de Indiana, Bloomington, e professora de investigação e diretora do Centro para o Estudo da Diversidade Institucional na Universidade do Arizona, Tempe.

Ostrom é considerada pioneira no estudo de bens geridos comunitariamente e tem mostrado que as pessoas interagem com os ecossistemas de forma a conseguirem manter os recursos sustentáveis a longo prazo. Os bens geridos por comunidades que Ostrom estuda são principalmente recursos naturais: florestas, reservas de peixe, pastos, sistemas de irrigação... Os seus estudos demonstram que as sociedades desenvolvem diversas formas de gerir os seus recursos naturais, evitando o colapso dos ecossistemas e que esta gestão é normalmente melhor que a privada ou governamental, como defendem as teorias tradicionais.

Em 2009, Elinor Ostrom foi a primeira mulher a ser galardoada com o Prémio Nobel da Economia, tendo a Real Academia Sueca salientado que a importância do seu  trabalho reside no facto de ter demonstrado que recursos naturais comuns podem ser geridos com sucesso pelas comunidades que deles usufruem, em vez de de serem geridos pelo governo ou por empresas privadas. Este pode ser um passo importante para acabar com a degradação do meio ambiente e para aproveitar ao máximo os recursos fornecidos pela Natureza.

Elinor Ostrom é membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos e foi presidente da Associação Americana de Ciência Política. Em 2005, foi-lhe atribuído o Prémio James Madison pela Associação Americana de Ciência Política e Ostrom tem feito história ao ser a primeira mulher a obter distinções tais como o Prémio Johan Skytte em Ciência Política, em 1999, o Prémio William H. Riker, também em Ciência Política, em 2008 e o já referido Prémio Nobel da Economia, em 2009, em conjunto com Oliver Williamson.
Como referenciar: Elinor Ostrom in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-20 12:20:12]. Disponível na Internet: