Elói ou Romance Numa Cabeça

A edição de Elói, em 1932, publicado pelas edições "Presença", assinala a publicação do primeiro romance português concebido essencialmente no plano da introspeção psicológica, tal como seria teorizado pelos presencistas. Protagonizado por Elói, uma personagem acompanhada ao longo de uma jornada em que um ciúme obsessivo o conduz à rutura com a ordem amorosa, familiar e social, este romance colhe da influência dostoievskiana a reflexão sobre a gratuitidade do comportamento, na conceção de um romance original, fundado no ponto de vista interior de um homem em quem a antinomia eu/o outro, nos seus movimentos de atração e repulsa, é levada a um extremo até então ainda poucas vezes ensaiado na ficção contemporânea.
Como referenciar: Elói ou Romance Numa Cabeça in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-17 06:15:20]. Disponível na Internet: