Elsa Beskow

Escritora e pintora sueca, Elsa Maartman Beskow nasceu a 11 de fevereiro de 1874, em Estocolmo. A mãe era professora e o pai, um homem de negócios que se arruinou em 1875. A família mudou-se então para o bairro histórico da cidade e depois para a zona de Östermalm. Começou a desenhar muito precocemente e decidiu tornar-se pintora.
Influenciada especialmente pela avó, que lhe contava histórias de encantar, escolheu na altura o finlandês Zacharias Topelius como seu escritor favorito. A morte da avó, quando Elsa contava treze anos de idade, teria terminado, segundo palavras da escritora, com a sua infância feliz. Em 1889 faleceu o seu pai, e a mãe tentou prover ao sustento da família abrindo uma pequena loja, que teve de encerrar dois anos mais tarde. Elsa ingressou, conjuntamente com a sua irmã, na Escola Técnica, em 1890, mas esta última só pôde frequentar as salas de aula durante alguns anos letivos, já que veio a morrer vítima de cancro em 1907.
Fazendo intenção de prosseguir os seus estudos nas Belas-Artes, viu goradas as suas expectativas por falta de fundos, pelo que começou a dar aulas de pintura na Escola Whitlockska em 1894. Interrompeu a sua atividade, em 1897, para casar com um estudante veterano, Natanael Beskow, que havia conhecido já dois anos antes e que tinha estudado pintura antes de escolher uma carreira como professor e teólogo. Mudando assim de vida, Beskow começou a contribuir para a revista infanto-juvenil Jultomten e publicou, também nesse ano, o seu primeiro livro, Sagan Om Det Lilla Lilla Gumman (1867). Utilizando as suas próprias experiências da meninice como fonte para as suas ideias, procurava fazer valer a independência do mundo das crianças. Os seus desenhos eram grandes e detalhados, combinando os mundos e impregnando a realidade com elementos do sobrenatural da tradição popular nórdica. Considerada como uma das fundadoras da literatura infantil sueca, publicou, entre 1935 e 1937, Vill Du Läsä?, livro que veio a ser utilizado como cartilha nas escolas da Suécia.
Após a publicação de Tomtebobarnen (1910), Tant Grön, Tant Brun Och Tant Gredelin (1918) e Petter Och Lotta (1918-47), escreveu, um ano antes de falecer, as aventuras do automóvel arquetípico sueco, um Volvo, Röda Bussen Och Gröna Bilen (1952).
Como referenciar: Elsa Beskow in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-20 11:57:58]. Disponível na Internet: