energia interna

A energia interna, cujo símbolo é U, define-se como sendo a soma das energias cinéticas dos átomos e moléculas que se encontram no interior de um sistema e das energias potenciais associadas às suas mútuas interações, isto é, é a energia total contida num sistema fechado.
A energia interna de um sistema depende apenas do estado físico deste, pelo que não inclui a energia cinética, a energia potencial, as suas energias nucleares ou outras energias intra-atómicas do próprio sistema, isto é, da fronteira entre o sistema e a sua vizinhança. A energia interna absoluta de um sistema num dado estado não pode ser medida diretamente. É sim possível observar o seu aumento ou diminuição, dependendo do trabalho que faça ou receba o sistema ou do calor que ganhe ou perca.
A grandeza que traduz este aumento ou diminuição é a variação da energia interna, cujo símbolo é DU.
Para um sistema fechado, a variação da energia interna é igual ao calor absorvido pelo sistema através da sua fronteira (Q), menos o trabalho realizado pelo sistema sobre a fronteira (W). Este princípio pode ser traduzido pela seguinte expressão: DU = Q-W.
Como referenciar: energia interna in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 23:16:39]. Disponível na Internet: