equilíbrio químico

O equilíbrio químico consiste no ponto de uma reação química reversível, em que as velocidades em ambos os sentidos (direto e inverso) são iguais. Nesse ponto, as concentrações ou as pressões parciais dos reagentes e dos produtos de reação mantêm uma determinada relação que é conhecida por constante de equilíbrio (Kc ou Kp), a qual, para uma reação reversível determinada, depende unicamente da pressão e da temperatura.

Por exemplo, a reação química de produção do amoníaco: 3H2(g) + N2(g) → 2 NH3(g) está em equilíbrio químico em que a velocidade da reação direta 3H2 (g) + N2 (g) → 2 NH3 (g) é igual à velocidade da reação inversa 2 NH3 (g) → 3H2 (g) + N2 (g).
Ambas as reações são reversíveis e a equação correspondente pode ser escrita: 3H2 (g) + N2 ⇒ 2 NH3(g) em que a dupla seta representa o carácter dinâmico do equilíbrio, isto é, as duas reações opostas nunca param.

Deste modo pode dizer-se que um sistema está em equilíbrio quando não há trocas de matéria nem de energia com o meio exterior e quando as propriedades macroscópicas mensuráveis do sistema (cor, concentração, pressão, volume, temperatura e outras) não variam com o tempo.

Como referenciar: equilíbrio químico in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 09:19:54]. Disponível na Internet: