Eric Rohmer

Cineasta francês, nascido em 4 de abril de 1920 em Nancy e falecido a 11 de janeiro de 2010. Eric Rohmer foi um dos responsáveis pelo movimento que se convencionou chamar «Nouvelle Vague», juntamente com Jean-Luc Godard e Jacques Rivette. As suas obras denotam marcadamente uma visão intelectual e filosófica da sociedade contemporânea. Trabalhou como jornalista e professor de Literatura, tendo até chegado a publicar um romance: Elizabeth (1946). Na década de 50, frequentou uma escola de cinema, tendo sido colega de François Truffaut e Claude Chabrol. Após uma série de curtas-metragens, estreou-se no campo da longa-metragem de ficção com La Signe du Lion (1959). O filme que lhe granjeou maior notoriedade foi Ma Nuit Chez Maud (1969), uma sátira à rígida moral católica que valeu a Rohmer uma nomeação para o Óscar de Melhor Argumento Original. Outros filmes realizados por Rohmer foram o drama psicológico Le Genou de Claire (1970) e as comédias L'Amour l'Après Midi (1972), Die Marquise Von O (A Marquesa de O, 1976), La Femme de l'Aviateur (A Mulher do Aviador, 1980), Pauline à la Plage (Paulina na Praia, 1983), premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim, e a tetralogia de contos inspirados nas estações do ano filmados entre 1990 e 1998.
Como referenciar: Eric Rohmer in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-12 03:39:53]. Disponível na Internet: