Erle Stanley Gardner

Escritor e advogado norte-americano nascido a 17 de julho de 1889, em Malden, Massachusetts, e falecido a 11 de março de 1970, em sua casa, no Rancho del Paisano.Mudou algumas vezes de área de residência, tendo concluído os seus estudos, em 1919, na Escola Secundária Palo Alto, na área da Baía de São Francisco. Entrou para a Universidade de Valparaíso da qual foi expulso, passadas algumas semanas, por se ter envolvido numa luta. Entretanto, arranjou encontros ilegais para lutar como boxador. Posteriormente, trabalhou num escritório de advogados, na Califórnia, como dactilógrafo e, de forma autodidata, realizou estudos em Direito, tornando-se advogado em 1911. Entre 1911 e 1918, Gardner trabalhou numa sociedade de advogados, defendo sobretudo clientes chineses.
Em 1921, casou-se com Natalie Frances Talbert, com a qual teve um filho, e mudou-se com a família para Ventura, onde Gardner criou uma firma de advocacia, juntamente com Frank Orr, exercendo as funções de advogado até 1933.
Quanto à sua produção literária, começou a escrever para revistas, no início da década de 20, principalmente histórias de mistério e de western, obtendo grande sucesso com personagens marcantes, como Ed Jenkins ou Lester Leith. A partir dos anos 30, passou a publicar pequenas histórias e romances de ficções científica e policial (perto de 150 títulos), tendo vendido cerca de 3000 milhões de livros e entrado para o livro do Guiness. A sua personagem mais famosa é o detetive e advogado Perry Mason, que se destaca em várias obras, entre elas The Case of the Velvet Claws (1933, O Caso das Garras de Veludo), The Case of the Sulky Girl (1933, O Caso da Jovem Arisca), The Case of the Vagabond Girl (1948, O Caso da Virgem Vagabunda), The Case of the Deadly Toy (1959, O Caso do Brinquedo Mortífero), The Case of the Beautiful Beggar (1965,O Caso da Bela Mendiga). Esta personagem alcançou grande popularidade, sobretudo nos anos 80, quando os romances foram adaptados a séries televisivas e protagonizados por Raymond Burr.
Erle Stanley Gardner, sob o pseudónimo de A. A. Fair, criou ainda uma outra série de romances (29 livros) sobre dois detetives, Bertha Cool e Donald Lam. De salientar também uma outra personagem, o delegado de distrito, Doug Selby, e o seu opositor, o vil Alphonse Baker Carr. Para além das publicações sob este pseudónimo, o escritor publicou outros trabalhos, sob vários outros pseudónimos: Kyle Corning, Charles M. Green, Carleton Kendrake, Charles J. Kenny, Les Tillray e Robert Parr.
Após a sua morte, a série policial com Perry Mason foi continuada por Thomas Chastain.
Como referenciar: Erle Stanley Gardner in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-01-19 16:08:14]. Disponível na Internet: