escincos

São animais do tipo dos cordados, da classe dos répteis, da ordem dos escamosos e da família dos Escincídeos que é constituída por cerca de setecentas espécies.
Os escincos encontram-se distribuídos por todos os continentes, em zonas subtropicais e tropicais, incluindo as ilhas oceânicas. Algumas espécies só se encontram em regiões temperadas. O escinco-tridáctilo (Chalcides chalcides) é a única espécie que vive na Europa. Os escincos caracterizam-se pela sua cobertura, lisa ou rugosa, mas homogénea, pelo seu grosso pescoço, assim como pela frequente redução dos seus membros - atrofia, diminuição do músculo dos dedos, desaparição total de um par de patas, ou de dois pares de patas. A língua dos escincos é muito maciça e carnuda e nunca é longa e bífida como a de numerosos lagartos e serpentes. No escinco-comum (Scincus scincus) o focinho é comprido e cuneiforme, as patas curtas e robustas enquanto os dedos são compridos e achatados e os bordos laterais apresentam espinhas córneas. A cauda é romba e termina por uma ponta fina. A zona superior do corpo apresenta cor pardo-amarelada, com várias barras transversais castanhas ou negras. O seu habitat é o deserto ou regiões desérticas do norte de África. É fundamentalmente ativo pela manhã. Alimenta-se de insetos e coleópteros. As fêmeas são ovíparas e originam de dois a vinte juvenis, de poucos centímetros de comprimento, que rapidamente se tornam autónomos. O comprimento do adulto oscila entre os dezoito e vinte centímetros. Algumas espécies são ovovivíparas.
Como referenciar: escincos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 22:44:58]. Disponível na Internet: