Escolopacídeos

Família de aves da ordem dos caradriiformes constituída por 70 espécies. É uma família polimorfa que inclui aves tão conhecidas como as galinholas, narcejas, maçaricos, fuselas, etc.
As espécies desta família são pequenas pernaltas limnícolas de plumagem parda e bico fino, direito ou curvo para baixo. Fora da época de reprodução reúnem-se em bandos que voam e evolucionam no ar mostrando a sua plumagem parda na parte dorsal e mais clara na face ventral. Embora a maioria das espécies prefiram os espaços abertos próximos da água, outras como, por exemplo, as narcejas vivem durante todo o ano nos bosques húmidos e nos juncais. Algumas espécies têm vida crepuscular ou noturna mais ativa do que durante o dia.
A maioria dos Escolopacídeos nidifica no solo, por vezes entre juncos. Os ovos, geralmente em número de quatro, graças à perfeição dos pigmentos e dos desenhos que se adaptam ao solo, confundem-se com ele sendo difíceis de descobrir mesmo quando a fêmea é afastada do ninho. As 70 espécies desta família distribuem-se por 24 géneros, e vivem em pântanos e prados da Europa, Ásia setentrional, África e América do Norte e América do Sul.
Entre as espécies mais características desta família podem indicar-se as rolas-do-mar de hábitos marinhos que percorrem as costas levantando as pedras com o bico à procura de alimento, as galinholas e narcejas que se reconhecem pela sua cabeça esférica, os seus grandes olhos, o seu bico flexível e sensível. A narceja (Capella galinago) encontra-se em amplas zonas da Europa, Ásia, África do Norte; a galinhola (Scopolax rustícola) distribui-se das ilhas Britânicas ao Japão e emigra para sul. A galinhola americana (Philobela minor) é mais pequena, embora semelhante às anteriores no aspeto e nos hábitos. A narceja (Capella galinago) encontra-se distribuída pela Europa, África, América e norte da Ásia.
O maçarico das rochas (Tringa hypolencos) vive nas margens de rios e ribeiros da América do Norte e da Eurásia.
Como referenciar: Escolopacídeos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-23 13:00:05]. Disponível na Internet: