Espírito Santo

O estado de Espírito Santo faz parte da região do Sudeste do Brasil. A norte faz fronteira com o estado da Baía, a leste com o oceano Atlântico, a sul com o Rio de Janeiro e a oeste com Minas Gerais. A capital é Vitória e o estado tem um território com 46 077 km2. A população, segundo o censo de 2006, é de 3 464 285 habitantes, com uma densidade populacional de 75,18 hab/km2 e uma esperança de vida de 72,9 anos.
O nome com que foi batizado este território advém do facto do português Vasques Fernandes Coutinho aí ter chegado num domingo do Espírito Santo, em 1535.
O relevo é dominado pela planície costeira com 400 km de largura, perfazendo 40% do território do estado do Espírito Santo. Para o interior, fica o terreno elevado com os planaltos e a Serra Capixaba, de altitudes superiores a 1000 metros. O Pico da Bandeira, na Serra de Caparaó, na fronteira com Minas Gerais, fica a 2889,8 m de altitude e é o terceiro pico mais alto do Brasil. A existência de trilhos de montanha fazem com que seja possível aceder às paisagens naturais da serra. Os rios mais importantes são o Doce, que nasce em Minas Gerais, o São Mateus, o Itaúnas, o Itapemirim e o Jucu. O rio Itabapoana faz fronteira com o estado do Rio de Janeiro.
A vegetação está bastante alterada devido à ação humana, mas a norte ainda subsiste a floresta tropical original e a Serra da Capixaba constitui uma reserva de paisagem protegida.
O clima é tropical húmido, com variações segundo a altitude. A temperatura média é da ordem dos 23ºC e apresenta uma precipitação que pode chegar aos 1400 mm, sobretudo na estação quente.
Em 1535, aportou o primeiro donatário destas terras que fundou a povoação de Vila Velha. A resistência por parte dos indígenas prolongou-se por mais de um século e os ataques dos piratas franceses, holandeses e ingleses foram outra das preocupações dos primeiros colonos. Os Jesuítas deram início à catequização dos Tupininquins. No século XVII, a plantação da cana-de-açúcar revelou-se um sucesso, trazendo colonos para a região. Mais tarde, o surto mineiro no estado vizinho de Minas Gerais acabou por despovoar a região. Depois de 1810, a capitania deixa de fazer parte do território da Baía. Após a independência do Brasil, um fluxo migratório de suíços, alemães, holandeses e açorianos revigora a economia capixaba (o gentílico "capixaba" significa, na língua dos indígenas, terra boa para cultivo), baseada agora no cultivo do café. Apesar da crise económica dos anos 30, o café continua a representar uma mais-valia até aos dias de hoje. Nos anos 70, grandes projetos procuraram dinamizar as exportações na região e o porto de Vitória tornou-se o mais importante porto industrial do Brasil. A extração do petróleo coloca o estado do Espírito Santo em segundo lugar na produção nacional.
Como referenciar: Espírito Santo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 01:13:54]. Disponível na Internet: