éter

Os éteres são líquidos leves ou gases, sendo os membros inferiores da série muito inflamáveis. São quimicamente estáveis e inativos, pelo que se usam como dissolventes de gorduras e óleo.
Um éter é um composto orgânico de fórmula geral R1-O-R2, onde R1 e R2 são radicais alquilo ou arilo, iguais (éteres simples) ou diferentes (éteres mistos).
Designam-se corretamente mediante os nomes dos dois radicais orgânicos ligados ao oxigénio, precedidos da palavra "éter", como por exemplo éter metiletílico (CH3OCH2CH3) e éter dietílico (CH3CH2OCH2CH3).
Na nomenclatura científica designam-se por alcoxiderivados de hidrocarbonetos, como por exemplo metoxietano (CH3OCH2CH3).
Os éteres obtêm-se por desidratação de álcoois na presença de ácido sulfúrico ou, mais vulgarmente, por reação de um halogeneto de alquilo com um alcoolato, pela denominada síntese de Williamson.
O éter mais usado e conhecido é o éter dietílico ou etiléter ou ainda éter etílico. Obtém-se por ação do ácido sulfúrico concentrado sobre o álcool etílico a elevada temperatura ou fazendo passar uma corrente de vapor de álcool etílico através de alumina a cerca de 240-260 ºC.
É um líquido de baixa viscosidade, incolor e muito inflamável. Em contacto com o ar auto-oxida-se, formando peróxidos que são muitíssimo explosivos, pelo que se recomenda que seja guardado em frascos de cor castanha ou topázio.
O éter dietílico usa-se como dissolvente de gorduras, óleos, resinas e alcaloides. Misturado com outros produtos narcóticos utiliza-se como anestésico.
Como referenciar: Porto Editora – éter na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-20 01:29:22]. Disponível em