Europa

É o segundo continente mais pequeno, a seguir à Oceânia, e tem uma área de 10 400 000 km2. Faz parte do bloco continental eurasiático, separando-se da Ásia pelos montes Urais e pelo rio Ural, parte do mar Cáspio e pelas montanhas do Cáucaso. Inclui no seu território as ilhas da Nova Zembla, a Islândia, as ilhas Britânicas, a Córsega, a Sardenha, a Sicília, Creta, Malta e Chipre. As maiores penínsulas são a Escandinava, a Ibérica, a Italiana, a Balcânica e a da Jutlândia. Tem uma costa irregular com 38 000 km de comprimento. A população da Europa é de 728 982 000 habitantes (2000).
Existem diferentes tipos de clima: na fachada ocidental, o clima marítimo, com chuva abundante e temperaturas moderadas; o clima temperado continental, na Europa Central e do Norte, com invernos frios e verões com precipitação; e o clima mediterrânico, na faixa litoral do Sul da Europa, com invernos amenos e chuvosos e verões quentes e secos.
A Europa tem uma altitude média de 340m. Distinguem-se duas regiões morfológicas: a dos relevos velhos e planícies do Norte e a dos relevos novos e planícies do Sul. Pertencem à primeira região as montanhas desgastadas pelos glaciares durante a última glaciação, como, por exemplo, os maciços montanhosos da Escandinávia, da Escócia e da Irlanda e a Grande Planície Europeia. À segunda região pertencem, entre outros, os Alpes, os Pirenéus, os Cárpatos, a planície do Pó e do Danúbio. A hidrografia da Europa inclui três áreas hidrográficas: a dos rios atlânticos, como o Minho, o Sena e o Tamisa, com caudal regular todo o ano; a dos rios de planície, como o Vístula e o Volga, que congelam no inverno, e a dos rios mediterrâneos, como o Pó e o Ródano, com regime muito irregular.
A Europa foi a primeira região do Mundo a desenvolver uma economia moderna, baseada na agricultura comercial e na indústria. Atualmente, é um dos polos económicos mais importantes do Mundo, particularmente a Europa Ocidental, onde predomina a economia de mercado. Os países do Sul e do Leste encontram-se consideravelmente menos desenvolvidos. Anteriormente ao colapso da hegemonia soviética, no Leste europeu, entre 1989 e 1990, os governos comunistas mantiveram economias planeadas. Depois dessa data, esses países assistiram à introdução de mecanismos de mercado nas suas economias, o que originou o crescimento da indústria pesada, da produção de bens de consumo e dos serviços.
A agricultura encontra-se altamente mecanizada, exceto no Leste e no Sul. Na planície do Norte da Europa, as culturas dominantes são a aveia, a cevada, o trigo, os vegetais, a batata e as flores. O Sul da Europa produz frutos, vegetais, azeite e vinhos. A Europa Ocidental tem a agricultura mais produtiva e científica do continente. Grande parte da Europa é relativamente pobre em minerais, com a exceção do carvão, do petróleo, do gás natural, do ferro, do chumbo e do zinco. A Rússia é uma das regiões mais ricas do Mundo em reservas naturais. A Europa Ocidental produz maquinaria, produtos metálicos, produtos elétricos, têxteis, automóveis, aviões, navios, produtos alimentares, bens de consumo, computadores, equipamento eletrónico e produtos químicos.
Como referenciar: Europa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-21 19:30:42]. Disponível na Internet: