Exortação aos Crocodilos

Romance de António Lobo Antunes publicado em 1999.
A história narra a vida de quatro mulheres que se cruzam com terroristas que atuavam, em Portugal, após a revolução do 25 de abril. Marcados pelo regime de Salazar, estes homens comprometem-se politicamente a torturar comunistas e a organizar e executar atentados.
É feita a análise psicológica da vida miserável das quatro mulheres, marcadas pela violência dos seus companheiros. As personagens femininas chamam-se Mimi, Celina, Fátima e Simone. Mimi não tem qualquer encanto e é surda, ouvindo apenas ruídos. Celina, casa-se muito nova com um homem velho e com cujo sócio, marido de Mimi, tem um caso amoroso. Fátima é amante e afilhada de um bispo conspirador. Simone é uma jovem gorda e com complexos, que procura alegrar a sua vida triste namorando com o motorista de Mimi.
A escrita de Lobo Antunes, com traços pós-modernos, é intencionalmente densa, não linear e desconcertante. O romance ganhou o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores (1999), o Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus (1999) e o Prémio de Literatura Europeia do Estado Austríaco (2000).
Como referenciar: Exortação aos Crocodilos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-03 07:54:03]. Disponível na Internet: