Fátima Lopes

Estilista portuguesa, nascida a 8 de março de 1965, na cidade do Funchal, na Madeira. A partir dos 13 anos, começou a desenhar e a fazer as próprias roupas, porque não havia costureiras no Funchal que seguissem as suas sugestões. Mudou-se, aos 24 anos, para Lisboa, onde abriu, em 1990, um atelier de alta-costura e uma loja de roupa chamada Versus, para vender roupa adquirida no estrangeiro.
De modo a inspirar-se para as suas criações, ia frequentemente a Paris ver o que por lá se fazia em termos de moda. No entanto, em 1992, Fátima Lopes decidiu criar a sua própria marca após uma visita à capital francesa, onde ficou bastante desiludida com as coleções que viu. Assim, ao mesmo tempo que fundou a sua casa de moda, abriu uma loja na Avenida de Roma, em Lisboa. O sucesso que conheceu com as suas roupas levou a que as suas coleções fossem vendidas em mercados tão diversos e distantes como Japão, Hong Kong, Estados Unidos da América, França, Bélgica, Alemanha, Áustria, Guadalupe (mar das Caraíbas), Líbano, Porto Rico, Holanda e, ainda, no Leste Europeu.
A capital portuguesa, naturalmente, foi o palco preferido para apresentar as suas primeiras coleções, em espaços originais como o Convento do Beato, a Fábrica do Tabaco e o Museu da Eletricidade. Fátima Lopes marca presença, desde 1994, nas feiras de pronto-a-vestir em Paris, que decorrem no espaço Groupe des Halles. Em 1995, participou pela primeira vez no Portugal Fashion, certame que tem sido convidada a abrilhantar uma vez por ano, e ainda, no mês de outubro, na feira Créateurs de Mode, no Carroussel du Louvre, em Paris, onde exibiu a sua coleção primavera/verão 96. A presença de Fátima Lopes em Paris tornou-se constante desde que inaugurou, a 17 de março de 1996, a sua primeira loja na capital francesa, na Rua de Grenelle.
O ano de 1996 ficou marcado pelo lançamento de linhas de calçado de homem e senhora, o ano seguinte pela criação de lingerie para senhora e roupa interior para homem e 1998 pelo lançamento da linha de marroquinaria. Neste último ano, abriu no Bairro Alto, em Lisboa, o Espaço Fátima Lopes, que junta no mesmo edifício uma boutique, o Bar-FL Café, a agência e escola de manequins Face, o estúdio de criação e o atelier.
Desde janeiro de 1999, integra o espaço Atmosphére du Prêt-a-Porter em Paris. Nesse ano, em março, realizou o seu primeiro desfile de moda em Paris, com a apresentação da coleção inaugural do ano 2000, chamada Wellcome to the New Millenium (Bem-vindos ao Novo Milénio).
Em outubro de 1999, tornou-se a primeira estilista portuguesa a estar presente no Calendário Internacional de Moda em Paris, onde apresentou a coleção primavera/verão 2000. A apresentação em Paris, em finais de 2000, da coleção primavera/verão 2001, mais virada para a alta-costura, marcou definitivamente a carreira de Fátima Lopes. Para além de ter combinado peças de pronto-a-vestir com a alta-costura, para dar a volta às dificuldades económicas ou ao simples preconceito das clientes, reservou uma grande surpresa para o final do desfile. A própria Fátima Lopes desfilou na passerelle vestindo uma criação sua, um vistoso biquíni, todo feito em ouro e diamantes. O biquíni está avaliado em 1 097 355,40 de euros e é o mais valioso do Mundo. Uma empresa belga de diamantes gostou da ideia e colocou-se à disposição da estilista para fazer qualquer peça de roupa que ela desenhasse.
Em 2002, Fátima Lopes apresentou uma coleção de peças de alta-joalharia com 40 modelos de joias em ouro e diamantes todos patenteados. Ainda neste ano, e em Paris, a estilista apresentou um espetáculo luxuoso intitulado Pin Up Revues onde recriou no seu desfile algumas divas de Hollywood. Nesta apresentação, e um ano depois do desfile com o biquíni de diamantes, Fátima Lopes brindou o público com uma joia de cabelo em platina com 110 diamantes que a apresentadora do espetáculo exibiu.
Um ano depois, pela primeira vez, Fátima Lopes aceitou o convite da Direção Regional de Turismo da Madeira para criar um traje de carnaval.
Como referenciar: Fátima Lopes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-20 17:33:45]. Disponível na Internet: