FC Girondinos de Bordéus

Clube francês de futebol, o FC Girondinos de Bordéus foi fundado a 1 de outubro de 1881 com o nome Girondins-Omnisports, embora na altura se dedicasse a outras modalidades desportivas.
Só em 1920 os seus responsáveis criaram uma equipa de futebol, mas logo no primeiro jogo, contra o FC Burdigalienne, o Bordéus perdeu 12-1. Já com a designação FC Bordéus aderiu ao futebol profissional em 1937 e a equipa foi admitida na segunda divisão francesa, tendo perdido o jogo inaugural por 3-2 contra o Toulouse.
Os primeiros títulos do historial do clube surgiram em 1941, em época da ocupação nazi. Na altura o futebol francês estava dividido em três áreas: a zona ocupada, a zona não-ocupada e a zona interdita. O Bordéus ganhou o torneio regional da zona ocupada. A Federação Francesa de Futebol conseguiu obter a permissão das autoridades ocupantes alemãs para organizar um torneio em Paris entre os vencedores das três zonas. O Bordéus ganhou, à frente do Toulouse e do SC Fives. Na equipa destacava-se o goleador espanhol Urtizberea.
Após o final da Segunda Guerra Mundial em 1945, o Bordéus participou no campeonato da Libertação, no ano seguinte, mas acabou por descer ao escalão secundário, onde esteve entre 1947 e 1949. No entanto, mal regressou à Primeira Divisão na temporada 1949/1950 sagrou-se campeão de França, à frente do favorito Lille.
O Bordéus passou depois por um longo período sem títulos, onde perdeu cinco finais da Taça de França, foi quatro vezes vice-campeão e até desceu à segunda divisão.
A equipa regressou aos grandes momentos na década de 80, na altura em que era treinada por Aimé Jacquet e tinha no plantel jogadores como Alain Giresse e Jean Tigana.
O Bordéus foi campeão em 1983/84 e 84/85, assim como em 86/86. Também
conquistou neste período as taças de França de 1986 e 1987. O português Fernando Chalana representou o clube entre 1984/85 e 85/86, conquistando assim um título francês.
O clube era presidido por Claude Bez e foi envolvido em diversos escândalos financeiros que originaram a descida de divisão em 1991.
Mas o Bordéus regressou ao escalão principal logo na temporada seguinte, 1992/93, e rapidamente se impôs de novo como um dos melhores clubes franceses.
Em 1995/96 atingiu a final da Taça UEFA, importante prova europeia de
clubes, mas perdeu na final disputada a duas mãos frente ao Bayern de
Munique, da Alemanha. Na equipa destacaram-se três jogadores: Zidane,
Dugarry e Lizarazu.
Em 1998/99 o Bordéus conquistou o quinto título nacional, tendo em Sylvain Wiltord o melhor marcador do campeonato.
Em 2000 chegou ao Bordéus o avançado internacional português Pauleta, que rapidamente se tornou no ídolo da equipa. Foi o melhor marcador do campeonato francês em 2001/2002. Nessa temporada e na seguinte foi considerado o melhor jogador a atuar em França.
Como referenciar: Porto Editora – FC Girondinos de Bordéus na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-23 01:05:40]. Disponível em