Fernanda Borsatti

Atriz portuguesa nascida em 1931. Começou a sua carreira no teatro de revista e no teatro de comédia. Nestes géneros, destacam-se O Tio Valente (1956), onde trabalhou ao lado de Alves da Cunha, Raul Solnado e Artur Semedo, Assassinos Associados (1967), com Nicolau Breyner e Armando Cortez, O Vison Voador (1969), onde contracenou com Solnado e Henrique Viana, O Ovo (1973), com Catarina Avelar e Manuel Cavaco, Schweik na Segunda Guerra Mundial (1975), ao lado de Solnado, Cortez, Lurdes Norberto e Ruy de Carvalho. Fez cinema, participando em filmes como Perdeu-se Um Marido (1957), Sangue Toureiro (1958), Pão, Amor e Totobola (1964) e O Diabo Era Outro (1969). Foi também uma das pioneiras da RTP, tendo interpretado diversas peças de teleteatro. Em 1978, integrou os quadros do Teatro Nacional Dona Maria II, onde interpretou, entre muitas outras, O Fidalgo Aprendiz (1988), de D. Francisco Manuel de Melo, Passa Por Mim no Rossio (1991), de Felipe La Féria, e As Criadas, de Jean Genet (1998). Na década de 90, dedicou-se também à televisão, tendo protagonizado a telenovela Na Paz dos Anjos (1994) e a série cómica Residencial Tejo (1999-2002).
Como referenciar: Fernanda Borsatti in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-23 05:10:54]. Disponível na Internet: