Fernando de La Rua

Político e governante argentino, Fernando de La Rua Bruno, nascido a 15 de setembro de 1937, em Córdoba, na Argentina, foi presidente do seu país durante dois anos, entre dezembro de 1999 e dezembro de 2001.
Frequentou a escola militar de Córdoba antes de ingressar na Universidade Nacional de Córdoba, onde se licenciou em Direito.
Ativamente político desde jovem, de La Rua iniciou a sua carreira política em 1973, quando foi eleito senador em representação de Buenos Aires, a capital do país. Poucos meses depois, e apenas com 36 anos, concorreu à vice-presidência da Argentina, integrando a lista do candidato presidencial Ricardo Balbín.
Depois da instauração da democracia na Argentina em 1983, de la Rua foi eleito deputado e em 1989 voltou a concorrer para senador. Apesar de ter conquistado o lugar através do voto popular, acabou por não aceder ao Senado devido à aliança formada pelo partido da Justiça e a UCEDE.
Em 1996, Fernando de La Rua tornou-se no primeiro presidente de câmara de Buenos Aires a ser eleito por voto popular. Manteve-se no cargo até 1999, altura em que decidiu candidatar-se, em representação da Aliança para o Trabalho, Justiça e Educação, às eleições presidências argentinas. De La Rua era membro do Partido Radical, que até então andara afastado do poder, e surgiu como uma alternativa a Carlos Menem, o então presidente, associado a diversos casos de corrupção. O facto de também não ter ligações às forças armadas argentinas, responsáveis por um período de grande repressão no país, favoreceu-o e acabou por ganhar a eleição com quase metade dos votos. De La Rua tomou posse como presidente a 10 de dezembro de 1999, substituindo Carlos Menem. Manteve-se no cargo apenas durante dois anos, até 21 de dezembro de 2001. Fernando de la Rua viu-se obrigado a abdicar do cargo após a realização de uma série de manifestações de desagrado por parte da população e de terem ocorrido numerosos motins. O descontentamento popular foi motivado por uma terrível crise financeira que afetou a Argentina nessa época. De La Rua acabou por ser substituído por Ramón Puerta.
Como referenciar: Porto Editora – Fernando de La Rua na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-21 12:34:04]. Disponível em