Fernando Martins de Mascarenhas

Considerado um homem de grande cultura e um dos melhores teólogos do seu tempo, nasceu cerca de 1548, em Montemor-o-Novo, e morreu em 1628. Estudou Artes, Teologia e Humanidades em Évora e doutorou-se em Teologia na Universidade de Coimbra. Entre 1586 e 1594 foi Cónego da Sé de Évora e reitor da Universidade de Coimbra.
A 3 de janeiro de 1594 foi nomeado bispo do Algarve. Enquanto desempenhou este cargo armou uma galeota para proteger os pescadores dos ataques muçulmanos, acudiu aos necessitados nas crises de epidemia de Faro e de fome de Portimão, fundou o Colégio dos Jesuítas de Portimão em 1599 e em 1607 ajudou à construção do Convento dos Capuchos de Tavira.
Deixou este cargo para se tornar inquisidor-mor a 4 de junho de 1616. Em 1618 foi prior-mor de Guimarães. Faleceu a 20 de janeiro de 1628.
Entre as suas obras estão Tractatus de Legibus, Commentaria in Proverbia Salomonis e Pro defensione Immaculatae Conceptionis Epistola.
Como referenciar: Fernando Martins de Mascarenhas in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-11 21:59:29]. Disponível na Internet: