flamingo

São aves pernaltas, de grande tamanho, da família dos Fenicopterídeos. O flamingo-rosado (Phoenicopterus ruber) caracteriza-se por ser uma ave muito esbelta, com plumagem rosa, que por vezes é quase encarnada e de outras vezes empalidece para se tornar quase branca, e pelo bico arqueado e muito grande. O bico do flamingo funciona como um pente fino ou como um filtro graças a milhares de pequenas lâminas que deixam passar a água mas retêm as algas microscópicas e os minúsculos artrópodes de que se alimenta. O principal responsável pela cor rosa dos flamingos é o pigmento vermelho (corante que se encontra também nas cenouras e na beterraba) sintetizado por uma alga microscópica, que serve também de alimento a uma planta apreciada pela ave.
A extremidade do bico é negra. Nas ancas apresenta uma atraente composição de cores brancas, vermelho e negro, muito evidente durante o voo. Os sexos são iguais. O comprimento total do flamingo é de 127 centímetros com um comprimento de asa que oscila entre os 378 e os 388 milímetros.
Os flamingos vivem em grandes colónias nos sapais, lagos poucos profundos e marismas salobras. Na época do acasalamento, depois da parada nupcial, constroem o ninho feito de lodo calcado com as patas, reforçado, por vezes, com restos vegetais, penas e pedras. O ninho é um promontório com a forma de tronco de cone com uma base circular de 40 a 50 centímetros de diâmetro e uma altura que oscila entre os 10 e 50 centímetros. Na parte mais elevada do ninho abre-se uma depressão central que lhe dá o aspeto de cratera. Numa depressão são postos um ou dois ovos. A incubação dura de 28 a 32 dias e origina juvenis acinzentados, cobertos de penugem sedosa em nada parecidos com os pais pois apresentam patas e bico curtos. Durante os primeiros quatro dias são alimentados pelos pais com uma secreção produzida pela mucosa dos estômagos paternais. Antes de completar uma semana os pequenos flamingos abandonam o ninho e nadam com facilidade. Juntam-se a outros juvenis formando enormes colónias.
Como referenciar: flamingo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-27 14:46:30]. Disponível na Internet: