flexão

A flexão é uma operação morfológica que não obriga a palavra a alterar a sua categoria gramatical. É um processo morfológico que consiste em fornecer às raízes das palavras afixos ou desinências que exprimem determinadas informações gramaticais, que podem ser de género, número, caso, pessoa, tempo, modo, aspeto e voz.
Em português, a flexão afeta os nomes e adjetivos, os verbos e os pronomes e determinantes. A flexão nominal faz variar os nomes e adjetivos em género e número, através de oposições privativas dos morfemas -ø/-a (ex: <moço/moça>, em que <o> é a vogal temática e <ø> é o morfema zero de género masculino), para a distinção de género, e -ø/-s (ex: <moço/moços>) para a distinção de número.
A flexão verbal afeta os verbos e é responsável pelas informações de pessoa/número, por um lado (morfemas de pessoa e número para todos os tempos verbais exceto o Pretérito Perfeito Simples: - ø, -s, -ø, -mos, -is, -m) e de tempo/modo, por outro (como é o caso de -sse-, em <fosse>, <andasse>, etc., que é o morfema de Pretérito Imperfeito do Conjuntivo).
A flexão pronominal afeta ainda, em maior ou menor grau, determinantes e pronomes, sendo os pronomes pessoais bem exemplificativos dos vestígios deixados pela flexão em caso latina, patente na distinção entre os pronomes tónicos, com função de sujeito (ex: <eu>, <tu>, <ele>, etc.) e os pronomes átonos, com funções de objeto direto (ex: <me>, <te>, <o>, etc.) e indireto (ex: <me>, <te>, <lhe>, etc.). Além de flexão em caso, os pronomes pessoais apresentam também flexão em pessoa (ex: <eu, tu, ele, nós>) e número (singular: <eu, tu, ele/ela, você>; plural: <nós, vós, eles/elas, vocês>).
Como referenciar: flexão in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 08:29:41]. Disponível na Internet: