Forte de Ponta da Bandeira

O Forte da Ponta da Bandeira integra o sistema defensivo da bacia de Lagos. Situa-se do ponto de vista topográfico num ponto naturalmente estratégico em permanente vigília sobre o oceano, a sul, ou sobre a ribeira de Bensafrim, a leste.
A descrição mais pormenorizada deste forte, da autoria do brigadeiro eng. Sande de Vasconcelos, data de finais do século XVIII. É-nos apresentada uma planta legendada de um forte moderno, de planta quadrangular, alçada em dois pisos dispostos em redor de um pátio principal. O piso inferior, ao qual se tem acesso pelo lado norte através de uma porta que ocupa posição central na fachada principal, é constituído por um pátio quadrangular, erguendo-se, de oriente para ocidente, o quartel do oficial, os quartéis e os armazéns. O Corpo da Guarda aparece naturalmente colocado no eixo e à entrada da porta principal.
O segundo piso, a que se tem acesso por um lance de escadas no lado sul do pátio, era ocupado pelas baterias.
O estado de ruína em que este forte chegou aos nossos dias valeu-lhe, finalmente, a atenção do Estado português, que aqui procedeu a avultadas obras.
Como referenciar: Forte de Ponta da Bandeira in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-11 02:03:45]. Disponível na Internet: