Francisco de Sá de Meneses

É frequentemente confundido com o seu quase homónimo, D. Francisco de Sá de Meneses, amigo e discípulo de Sá de Miranda.

Francisco de Sá de Meneses nasceu no Porto, cerca de 1600, sendo de origem rica e erudita. Recolheu no Convento dos Dominicanos de Benfica, em 1642, com o nome de Francisco de Jesus, atacado por um profundo desgosto provocado por uma viuvez "prematura". Mais tarde foi comendador da Ordem de Cristo.

Além dos sonetos que se encontram disseminados por obras alheias, tragédias e sátiras, este autor legou-nos aquele que é considerado o seu poema de juventude, Malaca Conquistada, um poema épico em 12 cantos e oitavas, no qual é narrada a conquista de Malaca por Afonso de Albuquerque. Este poema foi publicado em 1634 e reeditado em 1658 e 1779.
Segundo José Maria da Costa e Silva, esta epopeia "do ponto de vista da composição e das regras de arte, é o melhor poema do género clássico que possuímos depois de Camões".

De acordo com Jacinto Prado Coelho, in Dicionário da Literatura, a sua elaboração é suscitada "pela atividade expansionista dos portugueses" e à sua criação "não é alheia a 'Jerusalém Libertada' de Torquato Tasso".

Não se sabendo a data exata, parece ter falecido em 1664.
Como referenciar: Francisco de Sá de Meneses in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-25 12:27:57]. Disponível na Internet: