Francisco Lage

Autor dramático, nascido em 1888, em Braga, e falecido em 1957, em Lisboa, escreveu, na primeira metade dos anos 20, com João Correia de Oliveira três peças que, segundo Luiz Francisco Rebello (cf. 100 Anos de Teatro Português, Porto, 1984, p. 86), correspondem às linhas dominantes da dramaturgia nacional do pós-guerra: o drama rural (Os Lobos), o drama histórico (Ribeirinha) e o drama psicológico (A Verdade). As peças redigidas a solo (com exceção de As Pragas) destinaram-se ao Teatro do Povo, fundado por António Ferro, sob a alçada do Secretariado da Propaganda Nacional.
Como referenciar: Francisco Lage in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 16:49:39]. Disponível na Internet: