François Quesnay

Economista francês (1694-1774) nascido em Mére (Île-de-France) e falecido em Versalhes. Quesnay foi fundador do fisiocratismo, que triunfa sobretudo em França na segunda metade do século XVII.
Quesnay estudou medicina e a sua fama valeu-lhe ser chamado para Paris, onde obteve o respetivo grau académico (1744). Foi protegido de Mme. Pompadour, vindo a ser médico de Luís XV. Entre 1730 e 1758 publicou diversos tratados médicos e o primeiro artigo económico quando tinha mais de 60 anos. No entanto, o seu interesse pelas questões económicas vinha já da sua infância. Segundo a escola fisiocrata, só a terra é fator de produção (a teoria da produção, todavia, orientou-se no sentido de considerar as atividades produtivas, e não classes). Quesnay preocupou-se em atingir o público e educá-lo na convicção da "ordem natural", que era expressa pelo slogan "laissez faire, laissez passer". Dirigiu alguns jornais, os quais foram sendo proibidos pela censura. O maior contributo de Quesnay foi ter visto a atividade económica como uma reprodução, ideia em que se iriam basear grandes pensadores como Marx. O Tableau Economique de Quesnay é ainda hoje considerado como o primeiro modelo estrutural macroeconómico.
Como referenciar: François Quesnay in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 02:51:04]. Disponível na Internet: