Frederico II da Prússia

Rei da Prússia de 1740 a 1786, nasceu em 1712 em Berlim. Filho de Frederico Guilherme I, na sua infância e juventude foi educado sob o gosto pela cultura francesa, cultivando a literatura e a música e dedicando-se simultaneamente ao adestramento militar e burocrático. Este gosto refletiu-se durante o seu reinado, porque conseguiu sintetizar as tradições da Prússia e o espírito das luzes. Homem de Estado mas também compositor e escritor, construiu a sua própria imagem de déspota esclarecido e fez de Berlim uma das capitais das luzes.
Manteve um Estado forte só possível com a aliança entre a monarquia e a nobreza e também pelo facto de ter ao seu serviço um poderoso exército. Usou os novos impostos sobre o café e o tabaco para financiar a banca de Berlim. Procurou colonizar o espaço agrícola com emigrantes e desenraizados. Incrementou a capacidade da indústria tornando-se Berlim na capital industrial. Promoveu a modernização do Estado com a abolição das corveias feudais, desenvolveu a instrução pública, suprimiu a tortura e redigiu um código de direito.
Em meio século a Prússia triplicou a sua população devido à aquisição da Silésia através do tratado de Dresden de 1745 e beneficiou da primeira partilha da Polónia anexando a Prússia ocidental. Aliou-se a Luís XV, de França, defendendo os interesses da Prússia, mas exacerbou a rivalidade com os Habsburgos.
As reformas económicas e sociais e a política que levou a cabo no exterior fizeram do Estado prussiano um organismo vigoroso, elevando-o ao estatuto de maior potência germânica. Morreu em Potsdam, no ano de 1786.
Como referenciar: Porto Editora – Frederico II da Prússia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-22 10:41:11]. Disponível em