fundo de investimento

Sempre que os agentes económicos (pessoas singulares ou coletivas) dispõem de valores monetários resultantes da poupança, têm à sua disposição um alargado conjunto de aplicações no sentido de valorizar esses valores. Essas aplicações são muito variáveis em termos de forma, características, risco associado, etc., e são escolhidas pelos agentes de acordo com vários fatores, como seja o volume de fundos disponível, o seu perfil de risco, etc. Uma das possibilidades à disposição das entidades que queiram valorizar os valores monetários que têm em seu poder é a intervenção no mercado de valores mobiliários, designadamente a nível da aquisição de ações e obrigações. A intervenção no referido mercado pode por sua vez ser efetuada de forma isolada por parte do agente, com a intermediação de uma entidade autorizada, ou então em conjunto com outros valores monetários, designadamente sob a forma de fundo de investimento.
Um fundo de investimento corresponde a um conjunto de valores monetários entregues por um conjunto de investidores singulares ou coletivos que são congregados numa unidade de investimento. Essa unidade passa a ser gerida por uma entidade especializada, normalmente uma instituição bancária. Essa instituição tem como objetivo a valorização máxima possível do fundo de investimento, tendo em conta critérios diversos (risco, etc.), através da intervenção nos mercados de valores mobiliários, designadamente através da transação de ações e obrigações, que poderá ser efetuada em mais do que um país ou praça. A referida instituição dispõe assim de todos os poderes para a gestão do património entregue pelos investidores.
De notar que por vezes é definido um valor mínimo de investimento por cada pessoa singular ou coletiva que queira participar num determinado fundo.
Para além disso, o valor das partes de um fundo de investimento pode ser transacionado em Bolsa.
De acordo com um critério de abertura à participação, podem identificar-se fundos de investimento abertos e fechados. Os fundos de investimento abertos assumem-se como um organismo de captação e aplicação de poupanças com capital variável e aberto ao público, sendo o valor da parte de cada participante determinado pela relação entre o total do fundo e o número de partes no qual está dividido. Por sua vez, os fundos de investimento fechados são organismos de captação e aplicação de poupanças em que o valor da transmissão das partes, cotadas ou não em Bolsa, é definido através da relação estabelecida entre a oferta e a procura.
Um conceito aproximado do de fundo de investimento é o de sociedade de investimento, que se distingue basicamente daquele pelo facto de se tratar de uma instituição financeira com a forma jurídica de pessoa coletiva. As sociedades de investimento têm a seu cargo a gestão coletiva das aplicações dos seus detentores de capital em valores mobiliários ou bens imobiliários.
Como referenciar: fundo de investimento in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-24 20:44:43]. Disponível na Internet: