Garcilaso de la Vega

Poeta e militar espanhol nascido em 1503, em Toledo, e falecido em 1536, em Nice, na França, no campo de batalha, como soldado de Carlos V.
De uma família ilustre e filho do poeta Íñigo López de Mendoza, Garcilaso de la Vega foi um seguidor de Carlos V, imperador do sacro império romano, identificando-se com as suas causas e lutando por elas. O Imperador confiou-lhe sucessivas missões diplomáticas e militares e, após os serviços prestados, aquando da luta contra os Otomanos, na Áustria, Garcilaso de la Vega recebeu o título de Cavaleiro da Ordem de Santiago, em 1523.
Regressado da guerra, perdeu o prestígio que tinha perante Carlos V quando tentou que, em 1531, o seu sobrinho casasse com uma das damas de honor do Imperador. Reprovando tal casamento, Carlos V condenou o Poeta ao desterro, durante vários meses, numa ilha no Danúbio, na Alemanha. Entre 1532 e 1534, Garcilaso de la Vega instalou-se em Nápoles (Itália). Durante esse período, escreveu livros e poemas, que tiveram uma excelente receção junto da alta sociedade espanhola, tendo publicado os seus trabalhos, em 1543, juntamente com Juan Boscán Almogáver. A sua obra introduziu, na literatura espanhola, o espírito e as formas do renascimento italiano e a temática amorosa petrarquista. O verso de onze sílabas, por si adotado, estendeu-se à poesia espanhola.
Depois de se ter reconciliado com o Imperador, este nomeou-o alcaide do castelo da cidade de Reggio, em Itália, cargo que desempenhou entre 1534 e 1536. Em setembro de 1536, retomou o serviço militar, tendo lutado em Nice. Nessa altura, num assalto à torre de Le Muy, Garcilaso de la Vega foi ferido na cabeça com uma pedra, o que lhe provocou a morte.
Garcilaso de la Vega ficou conhecido como o "Príncipe dos Poetas Castelhanos", sendo uma das figuras mais importantes do período do Siglo de Oro.
Como referenciar: Garcilaso de la Vega in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 16:16:28]. Disponível na Internet: