Gary Oldman

Ator inglês, Leonard Gary Oldman nasceu a 21 de março de 1958, no bairro londrino de New Cross. Depois de ter participado em algumas peças escolares, decidiu abraçar a profissão de ator quando ganhou uma bolsa de estudo na prestigiada Academia Dramática Rose Bruford. No início dos anos 80, junta-se a uma companhia teatral de jovens atores onde vai granjeando, aos poucos, algum prestígio junto da crítica. Estreou-se no grande ecrã com Meantime (1983), um drama urbano de Mike Leigh. Em 1985, venceu o prémio de melhor Ator de Teatro conferido pelos críticos londrinos. A notoriedade junto do público britânico chegou com a sua personificação de Sid Vicious, líder do grupo punk Sex Pistols, no filme Sid And Nancy (1986). A forma como Oldman deu corpo à vertente autodestrutiva do cantor impressionou as plateias e fez com que o ator fosse elogiado um pouco por toda a Grã-Bretanha. A sua prestação seguinte não foi menos exigente: em Prick Up Your Ears (1987), personificou o controverso dramaturgo inglês Joe Orton, que escandalizou a sociedade dos anos 60, ao assumir a sua homossexualidade, acabando assassinado às mãos do seu amante. Oldman tentou então lançar a sua carreira em Hollywood, mas os primeiros anos foram difíceis, não conseguindo melhor que prestações em filmes com curta carreira comercial. Em 1989, conheceu a atriz Uma Thurman com quem veio a casar no ano seguinte e que o convenceu a aceitar um pequeno papel em Henry & June (1990), sob o pseudónimo de Maurice Escargot. No decorrer dos castings para o filme JFK (1991), Oliver Stone impressionou-se com as semelhanças físicas do ator com Lee Harvey Oswald e outorgou-lhe o papel do alegado assassino do presidente Kennedy. Apesar da intervenção de Oldman se cingir a 20 minutos, a sua interpretação foi marcante e convenceu Francis Ford Coppola, que estava a procurar um protagonista para uma nova adaptação do romance de Bram Stoker: Dracula (Drácula de Bram Stoker, 1992). Neste filme, o ator vestiu a pele do vampiro durante cinco séculos, sendo que a composição do Drácula envelhecido o obrigava a permanecer cerca de três horas nas mãos da equipa de caracterização. Oldman participou, em seguida, em filmes como Leon (Leon, o Profissional, 1994), Immortal Beloved (Paixão Imortal, 1995), onde encarnou Beethoven, The Scarlet Letter (Adultério, 1995), The Fifth Element (O Quinto Elemento, 1997) e Hannibal (2001), sendo que neste último filme aparece quase irreconhecível, debaixo de poderosa caracterização no papel do milionário homossexual e pederasta Mason Verger, que, desfigurado pelo psicopata Hannibal Lecter (Anthony Hopkins), lhe move uma verdadeira caça.
Como referenciar: Gary Oldman in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 06:45:49]. Disponível na Internet: