Gerard Schröder

Político e governante alemão, Gerhard Fritz Kurt Schröder nasceu a 7 de abril de 1944, em Mossenberg, na Renânia do Norte, na Alemanha. Nesse mesmo ano, o seu pai morreu na Roménia ao serviço do exército alemão. Assim, juntamente com os seus quatro irmãos, passou por dificuldades financeiras na infância, já que a mãe era mulher a dias e operária.
Como havia pouco dinheiro em casa teve de abandonar os estudos para ir trabalhar. Mais tarde, conseguiu conciliar as duas coisas e trabalhou em part-time, enquanto estudava Direito, até que se formou em 1971.
Em 1978 montou o seu próprio escritório de advocacia em Hanôver. Entretanto, em 1963 tinha ingressado no partido social-democrata SPD e na década de 70 participou em alguns movimentos radicais e anti-capitalistas. Fez parte da Juventude Socialista do SPD.
Em 1980 foi eleito deputado para o parlamento alemão, o Bundestag, numas eleições ganhas pela coligação SPD e Partido Liberal Democrata.
Em março de 1983 foi reeleito para o Bundestag, cargo que abandonou para se candidatar à presidência do estado da Baixa Saxónia. No entanto, perdeu as eleições. Depois de ter estado na oposição, em maio de 1990 ganhou as eleições para líder da Baixa Saxónia e formou uma aliança com Os Verdes. Nesta época teve de deixar a advocacia, que tinha continuado a exercer em Hanôver.
Em junho de 1993 concorreu à liderança do SPD, mas perdeu, apenas conquistando a liderança do SPD na Baixa Saxónia em finais de 1994. Nesta época, começou a largar os setores mais à esquerda no seu partido e estreitou laços com empresários e com a banca.
Em março de 1998 voltou a ganhar, pela segunda vez com maioria absoluta, as eleições na Baixa Saxónia e, no mês seguinte, foi finalmente eleito presidente do SPD com 94 por cento dos votos num congresso extraordinário.
A 27 de outubro de 1998 chegou a chanceler da Alemanha, substituindo no cargo Helmut Kohl, que esteve no poder 16 anos, ou seja, quatro legislaturas. Ainda antes de tomar posse, mas já depois de ganhar as eleições, visitou a França, onde se encontrou com o primeiro-ministro, Lionel Jospin, e com o presidente, Jacques Chirac, dando mostras de uma aproximação aos franceses em detrimento dos ingleses.
Durante o seu mandato, Schröder teve de lidar com diversas derrotas do seu partido a nível interno, mas, ao mesmo tempo, conquistou grande prestígio internacional, ao dialogar com os principais líderes mundiais em temas de segurança, sendo de destacar a sua intervenção na questão afegã.
Apesar dos problemas económicos vividos pela Alemanha na época, nas eleições gerais alemãs de 22 de setembro de 2002, Schroder saiu de novo vencedor, aliado com Os Verdes, e continuou como chanceler, tomando posse um mês mais tarde.
Como referenciar: Gerard Schröder in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-26 11:05:59]. Disponível na Internet: