Artigos de apoio

Gerturde Kasebier
Fotógrafa norte-americana, Gerturde Kasebier nasceu a 18 de maio de 1852, em Iowa, nos EUA, e faleceu em 1934. No início do século XX, Gertrude Käsebier era considerada uma das melhores fotógrafas. Curiosamente, foi só por volta dos 40 anos que utilizou, pela primeira vez, uma máquina fotográfica.
Kasebier cresceu numa família abastada, no Colorado, no final do século XIX. A família pretendia que se dedicasse à música, mas em vão, uma vez que Gertrude queria dedicar-se à pintura.
Casa em 1873 com o emigrante alemão Eduard Käsabier, mudando-se para Brooklyn.
Apesar de o seu interesse pela arte se ter manifestado cedo, foi só quando os seus filhos entraram na escola que Käsabier começou a frequentar aulas de pintura, no Pratt Institute. Cinco anos mais tarde, deixaria a pintura para se dedicar à fotografia.
Já em 1894, Gertrude começa a ter aulas de fotografia em Paris (França) e torna-se aprendiz de um fotógrafo alemão.
Em 1897, de volta a Brooklyn, e depois de ter trabalhado durante algum tempo com um fotógrafo retratista, abre o seu próprio estúdio. O sucesso é imediato. Käsabier reúne uma clientela rica, expõe o seu trabalho e recebe críticas muito positivas. Para além dos retratos, também se dedica à fotografia de paisagem e ao estudo de figuras e formas. Foi pioneira do movimento picto realista.
Em 1902, juntou-se ao fotógrafo norte americano Alfred Stieglitz, fundando a Photo Secession, publicando inclusivamente seu trabalho na primeira edição da revista Camera Work. Käsabier realiza também uma importante exposição na galeria 291, em Nova Iorque, pertencente a Stieglitz.
Depois da morte do marido em 1910, Käsabier continua a manter o seu estúdio até 1927. Dois anos mais tarde, o Museu de Brooklyn acolhe uma importante exposição retrospetiva do seu trabalho.
Käsabier era considerada uma das principais retratistas da sua época. Tal como Alfred Stieglitz e Clarence White, experimentou diversas formas de manipulação do negativo e uma impressão final que desafiava os estereótipos. Recorrendo a um papel de impressão texturado e técnicas de câmara escura, Käsabier conseguia produzir imagens bastante arrojadas para a sua época. O seu trabalho lembrava impressões Old Master, interiores holandeses e composições de pintores do simbolismo. Em 1929, devido a problemas de visão, encerra o seu estúdio.
Como referenciar: Gerturde Kasebier in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-10-18 22:49:52]. Disponível na Internet: