gerundivo

1. Em morfossintaxe do latim, o gerundivo é um adjetivo verbal triforme (ex: <amandus, a, um), pertencente à voz passiva, que concorda com o substantivo que acompanha e que contém um significado de necessidade ou obrigação perspetivado para um tempo futuro (ex: <virtus amanda> - virtude que deve ser amada). Na evolução do latim para o português, esta modalidade de gerúndio desapareceu, sendo substituída por construções com verbos modais (como <dever> + Infinitivo), subsistindo, porém, em alguns adjetivos, como <venerando>, <miserando>, <doutorando>, e substantivos provenientes do plural neutro, como <agenda>, <corrigenda>, <adenda>, <lenda>, entre outros.

2. Em sintaxe portuguesa, no quadro da gramática tradicional, são gerundivas as orações subordinadas adverbiais, com predicado no gerúndio simples (ex. i) ou composto (ex. ii), com valor causal, condicional, ou temporal:

i) Chamando um arquiteto estrangeiro, o governo desconsidera os arquitetos portugueses.
ii) Tendo o poeta aceitado o convite, os estudantes cantaram-lhe um fado.
Como referenciar: gerundivo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 19:01:44]. Disponível na Internet: