Glasnost

Este termo designa uma das políticas implantadas na Rússia por Mikhail Gorbachev como suporte da Perestroika, significando à letra "transparência".
Foi proposta no XXVII Congresso do Partido Comunista da União Soviética, em fevereiro de 1986, pelo então secretário-geral do partido, Gorbachev. Através da visibilidade pública da política conferida pela Glasnost à reestruturação económica da Perestroika, Gorbachev pretendia ganhar a confiança e participação dos Soviéticos, assim como desmantelar qualquer oposição. Desta forma, pretendendo demonstrar que o sistema político não estava controlado pelo Partido Comunista, libertaram-se presos políticos e inauguraram-se liberdades como a liberdade de expressão individual e a dos meios de comunicação. No entanto, estas medidas acabaram por se revelar prejudiciais para o governo, que foi alvo de críticas exacerbadas e acabou por cair. A liberdade concedida à imprensa fez com que esta mostrasse claramente as lacunas e graves problemas económicos e sociais (como o alcoolismo, a poluição, as habitações degradadas, a fome, a secundarização das mulheres e os elevados índices de mortalidade) que o governo tinha tentado ocultar até então. Problemas como o desastre de Chernobyl, a guerra do Afeganistão e a corrupção vigente passaram a ter cada vez mais visibilidade. Os conflitos entre regiões, etnias e no seio da nação em geral recrudesceram, piorando a situação com a miséria social e económica que grassava pela URSS. Outras informações, como os crimes levados a cabo durante o governo de José Estaline e o culto à sua personalidade, saíram da obscuridade. Em 1991 o governo de Gorbachev acabou por ser alvo de um golpe de estado incentivado pelos conservadores comunistas que não estavam de acordo nem com a Perestroika nem com a Glasnost, pois pensavam que o plano de reformas levado a cabo pelo dirigente russo pretendia apenas instalar o capitalismo. Foi na sequência deste mesmo golpe que Gorbachev se demitiu, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas se desmembrou e Boris Yeltsin ascendeu ao poder.
Como referenciar: Glasnost in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-15 01:04:48]. Disponível na Internet: