Golpe de Estado de Bonaparte

A Revolução Francesa de 1789 que deu início à época contemporânea inaugurou um período de grande mudança política, social e económica na França, que ecoou um pouco por todo o Mundo. Esta revolução passou por diversas fases, onde rodaram no poder diferentes fações políticas e sociais. De 1789 até 1792 o país foi regido por um sistema monárquico constitucional, destronado pela Convenção Republicana, em 1792, por sua vez interrompida em 1795 por uma fase de transição denominada Diretório (1795-1799). Após este período o governo da nação foi confiado a uma tríade de cônsules (1799-1802).
Napoleão, o chefe militar que liderara o golpe de Estado em novembro de 1799, também conhecido por "golpe de Estado do brumário", foi nomeado cônsul, passando a dividir o poder com outros dois cônsules. Durante o Consulado voltou-se a uma política centralizadora, apostada no progresso económico, que privilegiava a burguesia, longe do tempo revolucionário de 1789. Em 1802, Napoleão autoproclamou-se cônsul vitalício, e em 1804 autocoroou-se imperador, dando início a uma nova era, conhecida como o Império Napoleónico.
Como referenciar: Golpe de Estado de Bonaparte in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-11 18:24:40]. Disponível na Internet: